A tecnologia a serviço do público interno

As organizações estão cada vez mais conscientes da importância do público interno como parceiro na conquista de resultados e, consequentemente, no seu sucesso perante o mercado. Para essa parceria ser concretizada, esse público precisa estar bem informado (aliás, o primeiro a ser informado) sobre as questões que envolvem o seu local de trabalho, por se tratar, também, de um público multiplicador e porta-voz da empresa no ambiente externo.

As tecnologias da comunicação se tornam ferramentas estratégicas na disseminação da informação, na integração e valorização dos colaboradores, que também influenciam nas decisões da empresa e são afetados por essas decisões, ou seja, são stakeholders.

A internet é um fenômeno mundial; disso não temos dúvida. Essa ferramenta tão importante para a comunicação não poderia estar fora do alcance do público interno. Para isso, existe a intranet, uma rede virtual voltada para os membros de uma organização, empresa ou instituição, de forma restrita. Para o acesso à rede interna, o usuário precisa ser registrado.

As informações, via intranet, são transmitidas de maneira rápida, eficaz e com custo reduzido, otimizando o tempo de trabalho. Assim, todos os colaboradores são informados dos fatos que envolvem a organização e suas atividades internas e externas, além de informações que sejam de seu interesse pessoal, como cursos e treinamentos, palestras, benefícios oferecidos pela empresa, materiais educativos, entre outras. As publicações e documentos, antes impressos, migram para o formato eletrônico, com o intuito de divulgar informações oficiais, evitando ruídos e boatos.

Veja uma ilustração de como a intranet pode integrar departamentos, divulgar e realizar a troca de informações:

intranet

A rede interna ainda permite que a organização esteja mais próxima dos colaboradores, mesmo que virtualmente, pois possibilita o intercâmbio de informações, via e-mail ou chats, e que reuniões virtuais sejam conduzidas em tempo real, aumentando a participação desses colaboradores em assuntos rotineiros ou até mesmo para esclarecimentos diante de uma situação mais complexa ou polêmica. Com isso, o público interno se sente valorizado, como parte da organização, “vestindo a camisa” e colaborando cada vez mais para o crescimento da empresa, mediante a participação ativa.